Apenas 18% das empresas concedem licença-paternidade de 20 dias

REPRODUCAO FOTO PB GRAVIDO1 S3 ARQ 24/02/95 GER JT HOMEM GRAVIDO CENA DO FILME "JUNIOR" COM ARNOLD SCHWARZENEGGER E DIRECAO DE IVAN REITMAM

REPRODUCAO FOTO PB GRAVIDO1 S3 ARQ 24/02/95 GER JT HOMEM GRAVIDO CENA DO FILME "JUNIOR" COM ARNOLD SCHWARZENEGGER E DIRECAO DE IVAN REITMAM

REPRODUCAO FOTO PB GRAVIDO1 S3 ARQ 24/02/95 GER JT HOMEM GRAVIDO CENA DO FILME "JUNIOR" COM ARNOLD SCHWARZENEGGER E DIRECAO DE IVAN REITMAM

REPRODUCAO FOTO PB GRAVIDO1 S3 ARQ 24/02/95 GER JT
HOMEM GRAVIDO
CENA DO FILME “JUNIOR” COM ARNOLD SCHWARZENEGGER E DIRECAO DE IVAN REITMAM

Redação

20 Setembro 2016 | 15h33

Pesquisa realizada pela empresa de recrutamento de executivos Talenses com 141 gestores de recursos humanos, dos quais 74% atuam em empresas com mais de 500 funcionários, apontou que apenas 18% dessas companhias concedem licença-paternidade de 20 dias. Contando-se apenas as organizações nacionais, o porcentual cai para 11%, mas sobe para 23% se forem consideradas apenas as estrangeiras.

Para as empresas que concedem o benefício de 20 dias, os benefícios obtidos são a diminuição da desigualdade de gêneros no mercado de trabalho (para 45%), retenção de talentos (21%) e aumento de produtividade no retorno do profissional ao trabalho (14%).

Outro dado do levantamento mostra que 61% dos entrevistados têm receio de que a licencça de 20 dias cause desfalques na equipe e perda da rentabilidade. O diretor executivo da Talenses, Rodrigo Vianna, acredita que os números estão relacionados ao momento econômico atual, no qual a palavra de ordem é produtividade.

“Os gestores entendem que a ausência de um funcionário por 20 dias trará resultados negativos para a empresa. No entanto, é preciso observar esse benefício de forma mais ampla e entendê-lo como um ganho intangível, principalmente em relação à retenção de talentos e produtividade no retorno ao trabalho. E se os gestores se programarem, como costuma ocorrer em relação às férias, é possível gerenciar as demandas desses vinte dias de maneira que não comprometa a produtividade da equipe”, afirma Vianna.

Com relação à maior adesão ao benefício das empresas estrangeiras, o executivo diz que elas estão mais adaptadas ao benefício, por ele ser mais comum fora do Brasil. “Reconhecem que trata-se de uma forma de atrair e reter profissionais.”

Share Button

URL curta: http://www.portal57.com/?p=2737

Publicado por em . Arquivado em CARREIRA. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Comentários e pings estão desabilitados.

Imagens

120x600 ad code [Inner pages]
Fazer login | Designed by Gabfire themes

O Portal57.com é disponibilizado pelo Engº Luiz Eduardo Fontes Mendes

Portal57.com